skip to Main Content

“Ele teve sintomas diferentes” Menino de 13 anos luta pela vida após contrair o coronavírus

“Ele Teve Sintomas Diferentes” Menino De 13 Anos Luta Pela Vida Após Contrair O Coronavírus
Publicidade

 

O estudante, Lewis Greig, de 13 anos, está lutando pela vida com coronavírus após desenvolver sintomas muito diferentes.

De repente, Lewis, desenvolveu uma erupção cutânea e os olhos incharam. Sua temperatura subiu muito. A família imaginou que ele poderia ter sido picado por um inseto, por não ter tosse seca.

Mas a condição de Lewis piorou e ele começou a mostrar outros sintomas, incluindo erupção cutânea, olhos vermelhos e inchados e vômitos.Ele foi levado às pressas para o hospital em Aberdeen antes de ser transferido para a UTI em Glasgow, onde obteve resultado positivo para Covid-19.

Agora, sua família preocupada está pedindo aos pais que tomem consciência dos sinais de alerta em seus próprios filhos.

Publicidade

O Evening Express relata que Lewis, que faz 14 anos nesta semana, está em uma condição crítica, mas estável, e está mostrando sinais de melhora.
“Ele teve sintomas diferentes”
E sua mãe Karen diz que seus entes queridos devem usar equipamento de proteção enquanto o visitam no hospital.

Publicidade

A mãe descreveu todos os sintomas que o filho passou a ter:
“Tudo começou no último sábado, quando descobrimos que ele testava com a temperatura muito alta. Cerca de 40,5 graus.

“No começo, não achamos que fosse algo muito importante.No domingo, porém, as coisas não estavam melhores e Lewis começou a piorar progressivamente com o passar da semana.Ele começou a ficar doente, com dor de cabeça e estava muito cansado.Na quinta-feira, ele desenvolveu uma erupção cutânea semelhante ao sarampo nas mãos e seus olhos ficaram vermelhos.”

Agora, Karen espera aumentar a conscientização para outros pais, enquanto a pandemia continua.
“Eles podem mostrar sintomas estranhos”
Ela disse: “Quero ajudar outros pais a entenderem como identificar.

“Eles podem mostrar alguns sintomas realmente estranhos que não se encaixam nos sintomas normais do coronavírus.

Karen acrescentou: “Nunca vi nada parecido antes. Foi tão assustador. ”

Os médicos alertaram para um aumento de crianças que acabam em tratamento intensivo com uma síndrome inflamatória com risco de vida, semelhante à síndrome do choque tóxico.

Publicidade