skip to Main Content

Mãe desvia R$ 780 mil doados para o tratamento do filho com câncer

Mãe Desvia R$ 780 Mil Doados Para O Tratamento Do Filho Com Câncer

 

A mãe da criança roubou R$ 780 mil do valor doado, para jogar na internet.

ad

Existem muitas campanhas em favor de crianças que sofrem de câncer, e precisam de tratamentos especiais e de alto custo. Estas campanhas arrecadam altos valores, foi o caso desta criança, foi arrecadado mais de 1 milhão e 200 mil reais. Porém a mãe da criança desviou cerca de R$ 780 mil reais do valor doado.

Toby Nye, foi diagnosticado com um câncer chamado neuroblastoma, em 2017. O sistema público não disponibilizava este tratamento, por isso a família iniciou uma campanha pela internet, para conseguir o tratamento do filho.Os pais do menino inglês, são Stacey Worsley e Simon Nye, deram andamento na campanha para conseguir tratar o filho, em pouco tempo, o time inglês, Leeds United, estava apoiando a causa.

Com a campanha foi arrecadado em pouco tempo, em torno de 200 mil libras, em torno de um milhão e duzentos mil reais.

O time divulgou a campanha online, o que ajudou bastante no aumento de doações. Foram arrecadados em pouco tempo, 200 mil libras, equivalentes a um milhão e cento e trinta mil reais. A população da Inglaterra ficou verdadeiramente comovida com o caso de Toby, na época o garoto chegou a conhecer o príncipe Harry.

ad

Toby seguiu a risca o tratamento, mas infelizmente o pequeno perdeu a batalha para o câncer em janeiro de 2019. Após 11 semanas da morte, investigações indicavam que a mãe do menino, desviou cerca de 140 mil libras, em torno de 780 mil reais, em jogos pela internet.

A mãe do menino, foi julgada e condenada a pena de dois anos de prisão, porém ela devolveu em torno de 305 mil dólares e a sentença cancelada.Além de roubar o dinheiro, ela também foi julgada pelo conselho de enfermagem da Inglaterra, para decidir se ela perde ou não a profissão de enfermeira.

No julgamento, foi comprovado que Stacey, perdeu o 780 mil reais em um período de 15 meses, em jogos, e que para o conselho, ela foi desonesta, violou os princípios fundamentais de enfermagem a confiança de todas as pessoas que doaram para a campanha.

A proposta inicial era de que a mulher não pudesse mais exercer a profissão de enfermagem, mas, durante o julgamento, ficou decidido que como penalidade, Stacey seria condenada a suspensão do direito de exercer sua profissão por um ano apenas.

ad