skip to Main Content

Pais sofrem muito ao perderem os 2 filhos gêmeos pro câncer

Pais Sofrem Muito Ao Perderem Os 2 Filhos Gêmeos Pro Câncer
Publicidade

Os gêmeos Joel e Seth, nasceram em 2014, os pais Natalei Decker e Will, já eram pais do pequeno Nathaniel, de cinco anos. Os paos fizerem um desabafo emocionante, a revista norte-americana People, após terem perdido os dois gêmeos para com o câncer com uma diferenca de apenas 18 meses de diferenca.

A mãe Natalie revelou que a vida da família foi transformada com o nascimento dos gêmeos a vida virou um “caos maravilhoso”
“Estávamos sempre ocupados, mas nós aproveitamos cada minuto com nossos três meninos em casa e as risadas e os barulhos e o quanto eles se amavam e se divertiam. O Joel era mais extrovertido, enquanto o Seth era tímido. Mas eles estavam sempre juntos e tinham uma relação muito especial”, disse a mãe Natalie para a revista People.

Mas uma noticia mudaria a completamente a vida da família em dezembro de 2016 ao descobrirem que Seth esta com câncer, uma forma rara de Leucemia. Mas as noticias, vieram ainda mais devastadores, três depois, de que seu irmão gêmeo, Joel também tinha o mesmo tipo de câncer do irmão.

Publicidade

“Foi muito traumático, muito difícil processar que o Joel também tinha câncer. Eu realmente demorei vários dias para conseguir processar o que havia acontecido!”, contou a mãe Natalie.

O tratamento de Joel, iniciou pouco depois de Seth, eles disseram o tratamento em um hospital no Texas nos Estados Unidos. Mas os médicos decidiram que eles deveriam ficar em quartos separados. Os pais precisaram tomar um decisão, de ficar cada um deles com um filho.

“Não podíamos ficar trocando muito entre nós porque você perdia muito do que estava acontecendo com os cuidados do Seth ou Joel. Não haveria continuidade suficiente se ficássemos trocando muito”, contou Natalie.

Publicidade

Os meninos reagiram bem ao tratamento, e foram muito fortes:
“Eles ficaram tão fortes durante tudo isso. Independente da dor que sentia, eles se mantinham firmes e positivos, eles sorriam todos os dias”. Em abril de 2017 Seth voltou para casa após um transplante de medula. E em junho do mesmo ano foi a vez de Joel, que também passou por um transplante.

Em agosto do mesmo ano, o pequeno Joel teve uma recaída e precisou voltar ao Hospital. Infelizmente, ele perdeu a luta, nao resistiu e faleceu em novembro do mesmo ano.

“Nós pudemos abraçá-lo um pouco antes, ele finalmente parecia estar em paz. Nós ficamos devastados, eu honestamente não sei como conseguimos seguir. Acho que você realmente não tem escolha, nós tínhamos outros dois filhos e precisávamos seguir por eles”.

O irmão Seth, apresentou uma melhora com os passar dos meses, e o tratamento parecia ter funcionado.

“Ele estava ficando mais ativo e voltando a ser uma criança normal”, disse a mãe. Mas, de repente, sua saúde começou a piorar. E apesar dos diversos tratamentos, Seth faleceu em maio de 2019, 18 meses após seu irmão.

“A morte do Seth acabou sendo ainda mais difícil porque quando o Joel morreu nós tivemos que dedicar muito tempo ao tratamento do Seth, então estávamos sempre ocupados com algo. Mas depois que o Seth morreu nós tivemos muito tempo e isso foi ainda mais difícil. Eu, Will e nosso filho mais velho encontramos forças uns nos outros. Nós tentamos levar um dia de cada vez”, desabafou Natalie em entrevista para a revista People.
O casal agora criou uma ONG para arrecadar dinheiro para crianças em tratamento contra o câncer.

Publicidade