skip to Main Content

Qual seria sua reação ao encontrar seu filho na creche desse jeito?

Qual Seria Sua Reação Ao Encontrar Seu Filho Na Creche Desse Jeito?
Publicidade

 

A mãe, acreditou que seu filho estava em segurança, mas acabou encontrando seu filho na creche com o rosto todo ferido.

A dona de casa Tainara Alonso da Silva tem 28 anos, que mora em São Vicente, litoral de São Paulo, foi buscar o seu filho de apenas nove meses na creche da cidade, mas ao pegar a criança entrou em desespero, pois o menino tinha diversos ferimentos no rosto.

A secretaria da creche informou a Tainara que o menino estava engatinhando quando acabou batendo o rosto em uma mesa, o caso aconteceu na creche Josefa Maria de Souza, no bairro Humaitá.

Publicidade

Tainara chamou a Brigada Militar e fez um boletim de ocorrência, e relatou que não ligaram para ela, mas quando foi buscar o seu bebê avisaram o que havia acontecido, que ele engatinhando bateu o rosto no pé de uma mesa, mas os ferimentos não são de pancada.

Publicidade

Mas parece agressão, por que há marcas de mordida na bochecha, o bebê de Tainara foi levado para o Hospital Municipal de São Vicente e após ser examinado e fazer vários exames, Tainara teve que levar seu filho de volta para casa, pois não havia leito disponível.

Tainara também levou a criança ao Instituto Médico Legal e foi constatado que há marcas de mordidas no rosto da criança, o Laudo sai em 30 dias e a mãe da criança espera que a creche seja responsabilizada, ela ainda desabafou dizendo que é muito triste, você deixar o seu filho para poder trabalhar e pensa que está em um lugar totalmente seguro, mas quando você vai buscar o encontra machucado.

O portal do G1 procurou a secretaria da educação e pediu informações sobre o que havia acontecido e eles disseram que certamente o menino foi ferido por outra criança, o G1 também questionou o atendimento no hospital municipal e eles informaram que a mãe da criança deveria aguardar no atendimento do pronto-socorro, pois deveria realizar vários exames e passar por avaliação com o neurocirurgião e ortopedia, mas a mãe não quis aguardar e saiu do local a 0 :40m.

Os fatos estão sendo apurados, foi aberto um processo administrativo para identificar os responsáveis e as atendentes e a coordenadora da creche foram afastadas.

Via: g1.globo.com

Publicidade